Prevenção

Ultrassonografia morfológica de 1º trimestre

Clínica Maternal

O principal objetivo da ultrassonografia obstétrica é fornecer informações para otimizar os cuidados pré-natais. No início da gestação, é importante avaliar a vitalidade embrionária ou fetal, confirmar a idade gestacional, determinar o número de embriões ou fetos e, caso seja uma gravidez múltipla, avaliar a quantidade de placentas e bolsas amnióticas. O período indicado para realizar a ultrassonografia morfológica de 1º trimestre é de 11 semanas e 3 dias até 13 semanas e 6 dias, quando o feto está com uma medida de comprimento da cabeça até a nádega entre 45 e 84 milímetros. O exame morfológico de 1º trimestre é realizado para identificar alguma anomalia fetal grave e também para a avaliação dos marcadores de aneuploidias. Os quais incluem a translucência nucal, osso nasal, regurgitação da válvula tricúspide e avaliação do ducto venoso. Estes são marcadores para o rastreamento das cromossomopatias como, por exemplo, a Síndrome de Down. Para realizar o diagnóstico definitivo, o ideal é ter uma avaliação genética do feto. Neste momento, também é possível realizar o rastreamento de pré-eclâmpsia (hipertensão arterial gestacional) com a avaliação das artérias uterinas, por meio da dopplerfluxometria, alguns dados maternos e índices pressóricos. Com isso, o risco da gestante desenvolver pré-eclâmpsia antes de 37 semanas pode ser calculado. Se o risco estiver aumentado, é possível iniciar medicação que previne a ocorrência de pré-eclâmpsia. Pois além de ser uma doença importante para a mãe, ela também está fortemente relacionada com a prematuridade. O cálculo de risco irá informar se existe uma chance maior que o habitual de ter alguma alteração. E isso é uma ferramenta importante para o seguimento pré-natal. Dessa maneira, o exame é altamente recomendado para as gestantes, sendo fundamental que os pais do bebê e os médicos estejam atentos para realizá-lo na idade gestacional correta.

Dra. Talissa Vitorino Kaminagakura Persio
CRM-PR 27242

Ginecologia e Obstetrícia RQE 2856

Ultrassonografia em Ginecologia e Obstetrícia RQE 26301

Formada em Medicina pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI)
- Residência Médica em Ginecologia e Obstétrica no Hospital Universitário Evangélico de Curitiba (HUEC)
- Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira das Associações em Ginecologia e Obstétrica (FEBRASGO)
- Título de especialista em Ultrassonografia Ginecológica e Obstétrica pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem/Associação Médica Brasileira (CBR/AMB)
- Pós-graduação em Ultrassonografia em Ginecologia e Obstetrícia pelo Cetrus - São Paulo e cursando Pós-graduação em Medicina Fetal pelo Cetrus - São Paulo


45 3223 5788 | 99972 4336
Rua General Osório, 3251 - Centro, Cascavel-PR

Dr. Marcelo Palma de Oliveira Diretor Técnico Médico - CRM-PR 8359 | RQE 376